Sammy Lee é processada por duas supostas ganhadoras de sorteio de carro

A seguidora de Sammy Lee que afirma ter sido a ganhadora do carro sorteado em seu perfil no Instagram confirmou para a coluna que entrou com processo por danos morais e materiais contra a influenciadora. Giselly Laiure da Luz conta que a assessoria da esposa de Pyong Lee chegou a entrar em contato avisando que ela seria a possível vencedora da promoção.

Sammy vem sendo acusada nas redes sociais de fraude nos números da tabela do sorteio de um carro Renault Kwid avaliado em R$ 34 mil. Para participar da promoção, os seguidores deveriam seguir 55 perfis indicados e comentar na foto oficial para gerar um número da sorte. O número vencedor seria definido por meio do sorteio da Lotomania do dia 5 de junho. Mas a data da ação foi alterada, e o concurso terminou no dia 12 de junho.

Enquanto a influenciadora diz que foi vítima de um golpe devido sua ingenuidade em relação à legislação federal que regulamenta as promoções pela internet, a organizadora do sorteio, Thainara Juliana de Freitas, garante que Sammy agiu de má fé. Já Giselly afirma ter sido a ganhadora original do carro e perdeu o prêmio após a mudança nos números feita depois da realização do sorteio.

A planilha com os números da sorte dos participantes foi publicada no perfil @presentesdasammy no dia 10 de junho. Ou seja, os seguidores tiveram acesso aos números dois dias antes do sorteio. “No dia 12, quando a extração dos números da Lotomania saiu, o meu direct do Instagram lotou de mensagens com pessoas me parabenizando por eu ter ganhado o carro”, conta Giselly.

A modelo conta que no dia 15 de junho, o perfil @presentesdasammy entrou em contato com ela pelo Instagram pedindo seu número de celular e email. “Eles me telefonaram e falaram que eu realmente havia seguido todas as regras. Confirmaram minha identidade e disseram que eu era a possível ganhadora. Mas pediram que eu esperasse o resultado oficial ser divulgado no perfil da Sammy”, explica Giselly.

O resultado que declarou outra pessoa como ganhadora do carro surpreendeu Giselly. “Eu fiquei sem entender o que estava acontecendo, porque o número divulgado por eles batia com o meu número da sorte. Quando eu entrei novamente no perfil da Sammy, eu vi que as planilhas foram fracionadas. De início, havia uma única planilha com todos os números da sorte. Depois, postaram cinco planilhas e o número da sorte que inicialmente era meu passou para outra pessoa”, conta ela.

Giselly tentou contato com o perfil @presentesdasammy, mas não obteve resposta. “Eu queria saber o que podia ter acontecido ou se teve algum erro na divisão das planilhas. Mas eles apenas visualizaram as mensagens e não responderam”, afirma. A solução encontrada pela modelo foi entrar com uma ação por danos morais e materiais contra Sammy para receber o valor do prêmio, que ela acredita ser dela por direito.

Antes de dar entrada no processo, Giselly já havia registrado um boletim de ocorrência na Polícia Civil de Joinville, Santa Catarina, denunciando a fraude nos números. No entanto, ela não foi a única participante que se sentiu prejudicada. Tayná Bertoglio afirma que teria sido a vencedora de acordo com os números sorteados no dia 5 de junho e, por isso, entrou com processo contra Sammy por danos morais no valor de R$ 50 mil.

O caso está sendo investigado pela Secap (Secretaria de Avaliação de Políticas Públicas, Planejamento, Energia e Loteria), do Ministério da Economia.

 

 

 

 

Metrópoles

 

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...