Sikêra Júnior é condenado a pagar R$ 30 mil à modelo trans que encenou crucificação

Um processo judicial contra o apresentador da RedeTV! Sikêra Júnior, movido pela modelo transexual Viviany Beleboni, resultou em uma condenação por transfobia. O apresentador do Alerta Nacional deve pagar uma indenização no valor de R$ 30 mil por associar a imagem de Viviany a crimes cometidos por homossexuais, em seu programa.

Imagens da modelo também estariam sendo exibidas fora de contexto, junto à protestos com nudez, fomentando a criação de uma imagem distorcida e equivocada do público transexual. A decisão foi do juiz Luiz Antônio Carrer, da 13ª Vara Cível de São Paulo.

O apresentador é famoso por seus comentários ácidos e performances ousadas em seu programa policial. Ele ganhou repercussão nacional quando trabalhava na afiliada do SBT em Alagoas e “profetizou” a morte dos “maconheiros” até o natal. Ele teve um infarto no mesmo ano e após se recuperar retornou ao programa em um caixão.

Sikêra é abertamente um apoiador do presidente Jair Bolsonaro e tem posicionamentos extremamente conservadores na atração. Após passagem pelo SBT de Alagoas, foi contratado pela RedeTV da Paraíba e em seguida assinou contrato com a TV A Crítica, de Manaus. Após algumas semanas, passou a apresentar de lá o ‘Alerta Nacional’ para todo o Brasil, através da RedeTV!.

 

 

 

 

T5

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...