Da fama à fila dos R$ 600: auxílio emergencial foi pedido por 30 ex-BBBs

No imaginário popular, o Big Brother Brasil é um atalho para a riqueza. Esse sonho se tornou realidade para algumas pessoas, como a atriz Grazi Massafera e a apresentadora Sabrina Sato. Mas a maioria das histórias dos ex-BBBs não tem esse desfecho.

Para cada Grazi ou Sabrina, há muitos ex-BBBs bem distantes da fama e do dinheiro. Prova disso? A quantidade de brothers que pediram o auxílio emergencial criado pelo governo federal para diminuir os efeitos econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus e ajudar pessoas de baixa renda, trabalhadores autônomos ou informais e microempreendedores individuais (MEIs).

O benefício de R$ 600 por mês foi pedido por 30 ex-BBBs: um em cada 10 participantes do reality show, aproximadamente. Ao todo, a atração da TV Globo teve 320 pretendentes ao prêmio máximo, que era de R$ 1,5 milhão na última edição do programa.

(M)Dados, núcleo de jornalismo de dados do Metrópoles, cruzou a lista de ex-participantes do programa e dos beneficiários do auxílio emergencial para descobrir quem estava recebendo a contribuição do governo. Em seguida, a reportagem entrou em contato com todos para ouvir suas histórias e descartar eventuais casos de homônimos e fraudes.

 

 

 

Metrópoles

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...