Morre Buddy, o primeiro cachorro a testar positivo para Covid-19 nos EUA

O pastor alemão registrado como o primeiro cachorro a testar positivo para o novo coronavírus nos Estados Unidos não resistiu à doença e morreu. Buddy tinha 7 anos de vida e contraiu a Covid-19 em meados de abril.

Os médicos veterinários que analisaram o corpo de Buddy acreditam que ele, provavelmente, tinha linfoma, um tipo de câncer. Isso explicaria os graves sintomas apresentados pelo cachorro antes de morrer.

Os especialistas, porém, não conseguiram concluir se o câncer o tornou mais suscetível a contrair o novo coronavírus ou se o vírus agravou a doença.

A morte de Buddy foi registrada em 11 de julho, mas há poucos detalhes sobre o caso. As autoridades de saúde divulgaram apenas que se tratava de um cão de raça pastor alemão, de 7 anos e que a provável fonte de transmissão foi o proprietário, que já havia testado positivo.

A contaminação de animais de estimação pelo novo coronavírus é rara. Nos Estados Unidos, por exemplo, somente 25 pets foram confirmados com a doença. A transmissão inversa – do pet para o dono – nunca foi registrada.

 

 

 

Metrópoles

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...