PDT Recife: Isabella e Túlio disputam pela candidatura à prefeitura

Um dia após o deputado federal Túlio Gadêlha (PDT) anunciar sua pré-candidatura à prefeitura do Recife, em coletiva presencial na Galeria Garrido, Zona Norte da Cidade, o Diretório Estadual do PDT mudou o tom da discussão. Nesta quinta-feira (30), uma nota assinada pela direção estadual do PDT explicava que o partido tinha outros quadros além de Gadêlha para disputar a eleição e que, por isso, “os rumos que o partido deverá tomar nas próximas eleições serão definidos em convenção municipal da legenda”.

“Por enquanto, temos duas pré-candidaturas a prefeito do Recife: a do deputado Túlio Gadêlha e a da ex-vereadora Isabella de Roldão. Isso mostra que o partido tem quadros competitivos para colocar à disposição do povo do Recife”, diz um trecho da nota.

A ex-vereadora e ex-secretária de Habitação do Recife, Isabella, disse não esperar pelo anúncio da pré-candidatura de Gadêlha. Isabella justificou que em março deste ano, o correligionário convocou uma coletiva de imprensa e apresentou condições ao PDT para concorrer ao pleito no Recife. Os pedidos do parlamentar não foram integralmente atendidos pela legenda.

 

“As arestas, elas não existem. O que existem, infelizmente, são algumas decisões precipitadas. Sem conversas, sem diálogo, que levam, infelizmente, a essa coisa pública. Dessa forma que fica todo mundo meio atônito, como que essa coisa está acontecendo. O PDT é um partido de muito respeito, a gente se respeita muito lá dentro”, falou Isabella de Roldão. “Tenho muito respeito por Túlio, entendo ser muito legítimo o desejo dele, mas as coisas se constroem no coletivo, a gente não pode construir as coisas no individual. Não dá pra passar quatro meses fora da Cidade e de repente, em dez dias decidir tudo. As pessoas precisam ser ouvidas”, completou.

Ainda segundo a pedetista, atendendo as determinações impostas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ela se desincompatibilizou do cargo de secretária na Prefeitura do Recife dentro do prazo estabelecido pelo calendário eleitoral. “Saí também com essa possibilidade, de ser candidata. Que poderia ser a vereadora, como poderia ser a majoritária, mas nessa construção com o partido”, reforçou.

Por meio de nota, o deputado Túlio Gadêlha afirmou que tanto ele, quando “Lupi e Ciro”, presidente nacional do PDT e ex-presidenciável, respectivamente, foram “pegos de surpresa com o pronunciamento da pré-candidatura da ex-vereadora Isabella de Roldão”.Na nota, o parlamentar afirmou que foram feitas reuniões virtuais com pré-candidatos a vereador. “No dia 16 de Junho, nos reunimos virtualmente com os pré candidatos a vereador do PDT no Recife e Isabella externou ainda ter dúvidas se disputaria um mandato para Câmara Municipal. Por isso nos surpreendemos com o pleito a prefeitura. No entanto, entendo que o anúncio da sua pré candidatura seja importante, sim, para o debate interno sobre o Recife. Sempre esperamos por isso: debater projetos com os filiados e movimentos”, disse.

Diário de Pernambuco

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...