Casal celebra 75 anos de casamento na PB; ‘A gente vai cuidar um do outro’

Casal celebra 75 anos de casamento na PB; 'A gente vai cuidar um do outro'

“Na alegria e na tristeza, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza”: esses são votos de casamento que Efigência Rosa Dantas, de 93 anos, e Silvestre José Dantas, de 98 anos, levaram ao pé da letra. O casal celebrou 75 anos de matrimônio no último dia 4 de março, no município de Nova Palmeira, Seridó da Paraíba.

Efigência e Silvestre são primos de segundo grau. Ela lembra dos detalhes da época do namoro. “A gente não chegava nem perto um do outro, não é como hoje”, explicou.

A simplicidade esteve presente desde o “sim” que o casal disse no altar de uma igreja localizada em Pedra Lavrada, também no Seridó do estado. Após a cerimônia, o cardápio da comemoração foi tipicamente nordestino. Porções de farofa e frango assado foram o suficiente para dar sabor ao início do relacionamento.

“O almoço foi muito chique. Depois fomos tomar café”, brincou.

Os laços se fortaleceram enquanto o agricultor e a dona de casa se tornavam refúgio um para o outro. “Ele foi bom pra mim. A gente tem amor um pelo outro. Enquanto a gente for vivo, vai cuidar um do outro”, reforçou.

Nove filhos, 23 netos, 29 bisnetos e um tataraneto são os frutos da união — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

Nove filhos, 23 netos, 29 bisnetos e um tataraneto são os frutos da união — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

A família cresceu enquanto o casal construiu as bodas de diamante. Nas sete décadas e meia que enlaçam a união, nasceram nove filhos, 23 netos, 29 bisnetos e um tataraneto.

O Carnaval é a comemoração preferida da família, principalmente de Silvestre, que fundou os festejos carnavalescos em Nova Palmeira.

Manter o casamento por mais de 70 anos não tem receita, segundo Efigência. Mas tem paciência e amor. Para ela, é assim que a relação da família é nutrida desde o ano de 1945.

A dedicação da idosa é provada diariamente. O marido foi diagnosticado com Alzheimer e os cuidados dela redobraram. “Não deixo ele sozinho para nada”, pontuou. Nos momentos de lucidez, o carinho prevalece entre o casal.

Crescimento da família de Efigência e Silvestre está estampada na residência do casal  — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

Crescimento da família de Efigência e Silvestre está estampada na residência do casal — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

Casal é exemplo para a família; ‘amor incondicional’, diz neta

O casal é exemplo de boa convivência para todos da família. A historiadora Priscila Mayara Santos Santos, de 30 anos, atribui sentimentos bons ao relacionamento dos avós. Para ela, o amor compensou a falta de experiência deles.

“Ela não fazia nem ideia do que era um casamento, casou muito nova. Ela tem um amor incondicional pela família e passa isso pra gente. Amor acima de tudo e de qualquer situação”, declarou.

Já a professora aposentada Inácia Dalva Dantas de Mendonça, de 73 anos, filha mais velha do casal, acha fácil falar dos pais e externa gratidão pelos ensinamentos que recebeu.

“Ele foi um homem de muita responsabilidade. Minha mãe, essa nem se fala”, destacou.

Outra neta de Efigência e Silvestre é Ilza Dantas de Mendonça, de 42 anos. Ela se sente inspirada pelo carinho que existe entre eles.

“A gente vê um exemplo de amor no casamento deles. É o equilíbrio da família toda. Uma fonte amor par família toda”, concluiu.

Casal preserva carinho após 75 anos de casamento — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

Casal preserva carinho após 75 anos de casamento — Foto: Ilza Dantas/Arquivo pessoal

 

 

Por G1 PB

DEIXE SEU COMENTÁRIO: "Os comentários a seguir são de inteira responsabilidade dos usuários, não correspondendo ao que pensam os idealizadores da marca JORNAL DE TODOS, isentando-os dos mesmos."

Por favor, digite seu comentário!
Digite seu nome...